Conceitos Contábeis: Ativos X Passivos

Veja o vídeo:

Este é o terceiro vídeo sobre contabilidade, eu já falei sobre a diferença entre custos e despesas que você pode ver clicando aqui, e também já comentamos o prazo de armazenamento de documentos neste outro vídeo, e hoje eu vou explicar outros dois conceitos contábeis, o ativo e o passivo.

Ativos

Ativos são todos os bens e direitos que a empresa possui em determinado momento, representam as aplicações de recursos da organização. Mas o que são bens e direitos?
Bens são tudo aquilo que possui valor econômico e pode ser convertido em dinheiro, como imóveis, veículos, máquinas, etc.

Já os direitos se referem aos recursos que a empresa tem a receber e que gerarão benefícios presentes ou futuros. Representando o direito de exigir alguma coisa, como por exemplo, o valor que uma loja receberá decorrente de uma venda à prazo. O cliente já levou a mercadoria, mas ainda não pagou, então a loja tem o direito de receber o valor devido.
Os ativos podem ainda ser classificados em circulante e não circulante.

Ativo circulante são todos os bens e direitos que podem ser consumidos ou convertidos em dinheiro no curto prazo, ou seja, até o final do exercício social seguinte ao da elaboração do Balanço Patrimonial, como dinheiro em caixa, estoques e contas a receber no curto prazo.

Já o ativo não circulante são todos os bens e direitos que a empresa conseguirá converter em dinheiro em prazo superior a 12 meses, por exemplo, imóveis, máquinas e equipamentos, móveis, marcas e patentes.

Passivos

O passivo representa as obrigações da empresa, ou seja, as dívidas em um certo período e indica as origens dos recursos da organização. Pode também ser denominado como capital de terceiros. E ele também é dividido entre passivo circulante e não circulante.

O passivo circulante é representado por todas as contas a pagar no curto prazo, como salários e encargos, fornecedores, empréstimos e financiamentos a pagar no curto prazo. E o passivo não circulante representa todas as contas a pagar no longo prazo, por exemplo empréstimos, dividendos e impostos a serem pagos nos próximos exercícios.

BANNER FINAL ARTIGO BLOG

Recommended Posts

Deixe um comentário